Gamereactor Internacional Português / Dansk / Svenska / Norsk / Suomi / English / Deutsch / Italiano / Español / Français / Nederlands
Gamereactor
Iniciar sessão






Esqueceu-se da password?
Não estou registado mas quero registar-me

Prefiro iniciar sessão com a conta de Facebook
Gamereactor Portugal
antevisões
Sea of Thieves

Sea of Thieves

A Rare pode ter aqui algo de especial, desde que tenham a tripulação certa.

  • Texto: Kim Orremark

É difícil resistir à tentação de saltar diretamente para a nova aventura de piratas da Rare. Visualmente é encantador, a sua componente cooperativa é hilariante, e a promessa de tesouros é tentadora. A Rare está a trabalhar há já algum tempo neste Sea of Thieves, e durante este período realizaram testes alpha para aperfeiçoar e testar o jogo. Neste momento, Sea of Thieves está a tornar-se num jogo em mundo aberto onde o jogador e os seus amigos podem fazer o que quiserem, desde beber rum a bordo de um navio, a tocar acordeão.

Esse é um dos elementos mais convidativos de Sea of Thieves, o facto de existir um mundo que o jogador pode visitar e desfrutar sem grande interferência do jogo. As estórias serão criadas pelos jogadores, e a demo que experimentámos na E3 - bastante considerável por sinal -, permitiu perceber isso mesmo. Adorámos os nossos momentos com um grupo de outros piratas (jornalistas), e saímos da sala com vontade de continuar a jogar.

O objetivo que a demo nos ofereceu foi bastante simples: olhar para o mapa, ver a localização do tesouro, e encontra-lo. Foi o que fizemos, embora a caminho do barco tenha sido derrubar alguns esqueletos incomodativos. Se por acaso estiverem a carregar o tesouro, então certifiquem-se que os vossos companheiros vos protegem, ou de outra forma acabarão como os esqueletos - em pedaços. Mas não se preocupem, porque os espólios são sempre divididos por todos os jogadores, não existem motivos para traições de dentro de um grupo. Isto só acontece depois de encontrarem o tesouro, mas grande parte da experiência é a viagem.

Têm de descobrir a ilha onde está, e depois têm de navegar até lá, o que pode ser complicado com um grupo de piratas que não se conhecem. Todos precisam de dar o seu contributo apenas para o barco avançar, e todos têm de ter as suas tarefas definidas. Quem vai assumir o leme, quem vai tomar conta das velas, e quem vai estar de vigia por potenciais perigos. Quando chegarem à ilha têm de abandonar o barco e nadar para a praia, e depois então começa a caça ao tesouro.

A cooperação - ou não - entre jogadores será um factor determinante para Sea of Thieves, e fará toda a diferença entre uma tripulação má, razoável, boa, ou fantástica. A forma como comunicam, como cumprem os seus papéis, e como convivem no mundo, fará a diferença entre o tipo de piratas que serão.

Em termos de combate tivemos a oportunidade de experimentar uma espingarda e uma pistola, ambas algo trapalhonas, mas muito potentes. Também existem batalhas marítimas, que prometem ser um dos pontos altos de Sea of Thieves. Mais uma vez, a vitória será sobretudo determinada pela forma como o grupo de piratas age. Alguém precisa de preparar os canhões, apontá-los, e disparar, enquanto o capitão tenta alinhar o barco da melhor forma. A batalha que experienciámos deixou-nos entusiasmados, e depois da vitória, foi com algum orgulho que olhámos para os destroços do inimigo.

O mar será naturalmente um ponto vital de Sea of Thieves, um vasto oceano que é belo e esconde muitos segredos, mas que também pode ser verdadeiramente assustador. Neste vasto mundo vão encontrar bases, vilas, locais onde podem interagir com personagens controladas pela inteligência artificial e obter missões. A Rare promete estar a construir uma série de missões com o objetivo de variar a jogabilidade, de incentivar o jogador a experimentar as várias possibilidades ao seu dispor.

O mais importante é que Sea of Thieves, como Destiny e The Division, é baseado num mundo partilhado online - em todos os momentos. Podem estar sozinhos, mas existe sempre a hipótese de encontrar outros jogadores. Quem quiser pode ser um caminho ligeiramente linear, mas não é esse o objetivo de Sea of Thieves. O objetivo é que o jogador possa desfrutar de uma aventura, não criada pela Rare, mas por si e pelos que o rodeiam.

Sea of Thieves parece ser um jogo delicioso para jogar com um grupo de amigos, e esta demonstração já permitiu desfrutar de alguns momentos especiais. Existem naturalmente muitas dúvidas ainda em torno do jogo, como a motivação a longo prazo, ou como irão funcionar as interações entre todos os jogadores, mas a Rare está a levar o seu tempo, e pode ter em Sea of Thieves algo de especial.

Sea of ThievesSea of Thieves
Sea of ThievesSea of ThievesSea of Thieves